Como se tornar um nômade digital passo a passo

Como se tornar um nômade digital passo a passo

8 coisas que aprendemos vivendo como nômades digitais
8 coisas que aprendemos vivendo como nômades digitais

O problema com o estilo de vida nômade digital é que não existe exatamente um plano para todos seguirem. Todo mundo tem um conjunto ligeiramente diferente de habilidades e graus variados de experiência profissional ou de carreira, então alguns de vocês podem ser capazes de pular algumas etapas, enquanto alguns podem precisar fazer um pouco mais de trabalho braçal no início.

Portanto, embora não haja um caminho específico a seguir, escrevemos este guia com foco em iniciantes ou pessoas que estão começando a se interessar pelo movimento independente de localização.

O trabalho de um nômade digital não é tão simples como sentar-se à beira da piscina com um computador no colo enquanto se bronzeia. Exige muito trabalho para manter o fluxo de receita certo e ainda mais dedicação para mantê-lo funcionando.

Novamente, não existe um caminho específico para se tornar um nômade digital, portanto, as etapas a seguir são projetadas para ajudá-los ao longo do caminho. Você pode descobrir que pode pular algumas etapas ou ter que recomeçar algumas vezes, mas com um pouco de paciência e dedicação, você pode fazer isso acontecer!

1. Comece a reduzir despesas locais

O primeiro passo no caminho para o nomadismo digital é aprender a eliminar excessos. A residência fixa ou veículos costumam ser as primeiras coisas que precisam ser resolvidas. 

Se atualmente você vive em um uma casa própria, já começa a estudar uma forma de monetizar sua residência Coloque seus itens mais valiosos em um depósito ou em algum lugar que tenha espaço livre para isso. A nossa casa por exemplo, hoje é a Movimento house, preparamos ela para receber hóspedes através do airbnb, quando estamos viajando a gente lucra por volta de R$3.000 mensal.

Você também vai querer começar a eliminar despesas como academia e serviços de assinatura, para liberar sua renda para as coisas de que realmente precisa quando estiver na estrada. Ser um nômade digital geralmente significa viajar leve, então você vai querer se livrar de lixo e coisas materiais que não servem a um propósito importante em sua vida.

Agora também é a hora de pagar ou definir planos de pagamento para quaisquer dívidas que você possa ter. A dívida do cartão de crédito deve ser eliminada o mais rápido possível devido às altas taxas de juros. Se você tem dívidas de empréstimos estudantis, pode definir um plano de pagamento ou abrir uma conta especial para seus pagamentos, de forma que não precise se preocupar em começar a economizar quando estiver viajando. Se você tem um carro e não vai viajar com ele, pense em vendê-lo. Lembre-se, você não o usará em longo prazo e também economiza mais dinheiro em curto.

2. Identifique suas habilidades

A primeira coisa que você precisa fazer é descobrir quais habilidades você possui que podem ser monetizadas online. Obviamente, você precisará ser capaz de digitar e usar um computador. A boa notícia é que, nos dias de hoje, essa é uma habilidade que a maioria das pessoas já possui. Você pode aumentar as chances de conseguir um trabalho remoto de melhor remuneração com base no conhecimento e nas habilidades de coisas que você estudou ou trabalhou no passado.

Habilidades comuns de trabalho remoto incluem tarefas como redação, marketing e design ou engenharia de computador. Se você é um desenvolvedor, você vai querer procurar empregos  relacionados à construção de sites e sistemas. Ensinar inglês online é outra ótima opção para falantes nativos de inglês, existem inúmeros sites que tornam mais fácil do que nunca encontrar clientes e se tornar um nômade digital. 

A maioria dos nômades digitais começa a encontrar empregos remotos ou trabalhos freelancer que lhes permitam começar a ganhar uma pequena renda. Depois de garantir sua primeira fonte de receita, você precisará decidir se desenvolverá esse fluxo de receita em um negócio maior ou se simplesmente encontrará vários empregos semelhantes para ganhar mais dinheiro. Novamente, uma vez que não existe um caminho específico para o nomadismo digital, sua situação irá variar dependendo de suas habilidades, conhecimento e também de quão disposto você está para se colocar lá fora, correr riscos e até mesmo talvez falhar.

3. Torne-se um Freelancer

Depois de descobrir quais habilidades você possui que o permitirão trabalhar remotamente, você precisa encontrar um emprego. Provavelmente, a maneira mais fácil de fazer isso é vasculhar locais de trabalho específicos remotos. Felizmente, agora existem toneladas de sites online como  Workana99Freelas, UpWorkFreelancer.com  e outros que publicam apenas trabalhos que são remotos ou independentes do local. 

Esses sites permitem que você pesquise por setor ou habilidade e, embora os empregos mais comuns sejam frequentemente focados em tecnologia, como programação e design, você também pode encontrar muitos empregos de atendimento ao cliente e suporte. Posições de redação, edição e transcrição também são ideais para pessoas que podem não ter habilidades técnicas sólidas, mas são ótimos comunicadores.

Outra dica muito valiosa é fazer contato com outros nômades digitais, que podem te indicar novos trabalhos e te colocar em contato com outras pessoas e grupos que pode abrir novas portas e oportunidades.

4. Leve seu trabalho atual para a estrada

Você pode tentar convencer seu chefe a deixá-lo levar seu trabalho atual para a estrada. Para ter sucesso com essa abordagem, você precisará fazer uma preparação prévia: rascunhe uma proposta que aborda todos os aspectos importantes do seu trabalho e como você fará a transição para uma posição remota sem perder o ímpeto. 

Certifique-se de delinear todas as áreas de preocupação e dar uma olhada nas ferramentas de gerenciamento remoto, que podem facilitar a comunicação com seus colegas. Hoje em dia, muitos trabalhos de escritório podem ser executados remotamente com o planejamento, comunicação e confiança certos entre funcionários e gerentes.

5. Construa Seu Negócio

Depois de ser freelancer por um tempo, você pode começar a desenvolver seu próprio negócio. Se você fizer um bom trabalho, será fácil conseguir referências para novos clientes e seus fluxos de receita crescerão. Você também pode considerar a criação de seu próprio site e cartões de visita para divulgar seu negócio e aumentar seu alcance e reputação. 

Se você é um escritor ou tem experiência em mídia social, pode construir um negócio de marketing que ajude as empresas e os blogs a obterem públicos maiores e mais clientes. Os trabalhos de redator são predominantes online e podem ser um ótimo lugar para começar enquanto você cria conteúdo para postagens de blog. 

Depois de desenvolver seu conjunto de habilidades, você pode transformá-las em um negócio de marketing de serviço completo, criando conteúdo, promovendo-o online por meio de canais de mídia social e gerando receita de publicidade.

Se você já tem um negócio autônomo ou um trabalho remoto que gera renda passiva, pode pular aqueles primeiros passos e simplesmente levar seu trabalho para a estrada. 

Os nômades digitais de sucesso são um grupo diversificado que consiste em pessoas que possuem seus próprios negócios e outros que procuram clientes em potencial online ou trabalham em empregos aleatórios na estrada enquanto se deslocam.

6. Decida seu primeiro destino

Agora que você organizou um fluxo de renda, é hora de escapar da corrida dos ratos e partir em direção ao seu primeiro destino. Você precisa ser honesto consigo mesmo sobre as coisas de que precisa em um local para ser feliz. Se você for realista quanto à sua renda e necessidades, encontrará um ótimo lugar para morar. Lembre-se de que, por ser um nômade digital, você sempre pode mudar de ideia se não gostar de onde pousou ou apenas precisar de uma mudança de cenário.

A primeira coisa que você pode fazer para restringir sua lista de destinos é descobrir o custo de vida em cada lugar. Você precisará ser capaz de pagar tudo, desde aluguel (caso você não tenha um motorhome)  até comida e entretenimento, então seja realista quando se trata de sua renda em relação ao custo de vida em destinos possíveis. Locais de baixo custo significam que você pode viver mais do que em áreas de custo mais alto, então você também deseja ter em mente quais atividades e aventuras deseja participar como um nômade digital.

7. Descobrir como você deseja viver

Depois de encontrar um destino, você precisará garantir uma moradia ou, pelo menos, descobrir que tipo de acomodação deseja. Se você é uma borboleta social e está preocupado em sair e ficar sozinho, pode começar morando em um albergue ou cooperativa, onde poderá facilmente fazer novos amigos. Talvez você prefira ter solidão ou um lugar tranquilo para se refugiar. Nesse caso, o Airbnb  é uma ótima opção, já que você pode alugar apartamentos inteiros por um mês ou um determinado período de tempo e sentir que tem seu próprio lugar.

Se você deseja ter os benefícios de serviços agregados, hotéis e casas de família são uma ótima opção. Os hotéis podem oferecer serviço de lavanderia e refeição para que você possa se concentrar em um projeto difícil ou simplesmente entrar em seu novo ambiente. Você também terá facilidade em encontrar moradores para orientá-lo com dicas e truques sobre sua nova casa. 

Caso você decida morar em um motorhome, esse é assunto para um outro post. (Como é ser um nômade digital morando em um motorhome)

O que quer que você decida fazer, lembre-se de que agora você tem verdadeira liberdade, para que possa se misturar e mudar suas acomodações sempre que precisar. 

9. Crie um plano e cumpra-o

Como um nômade digital, é especialmente importante definir metas e planos e segui-los. Para que o estilo de vida nômade funcione, você precisa ter clareza sobre o que quer, para onde quer ir, por quanto tempo deseja permanecer e o que precisa fazer para que isso aconteça.

Se a gente pudesse dar um conselho aos novos nômades, seria organize-se e tenha uma lista de tarefas pendentes! Faça um plano! Por mais repulsivo que possa parecer uma “rotina”, é essencial para fazer as coisas. A parte boa é que você pode escolher sua própria rotina. Quer sair para correr no meio da manhã, não se preocupe! Quer almoçar demoradamente para conversar com um amigo? Faça! Você ainda está marcando coisas da sua lista! 

Ter planos de backup ou fluxos alternativos de renda passiva também é uma boa ideia no caso de você falhar em um caminho e precisar de uma rede de segurança enquanto redefine seus planos.

Lembre-se de que os planos não devem girar apenas em torno de sua renda como trabalhador remoto. Você também deseja abordar os aspectos diários de uma vida saudável, como saúde, segurança, leis e regulamentos locais. Uma vez que você estará morando em um lugar diferente, você precisará fazer algumas pesquisas para ter certeza de entender as novas regras e garantir que terá o apoio certo caso fique doente ou se machuque durante a exploração.

Dicas finais

Se você realmente deseja ser um nômade digital, a primeira coisa que você precisa fazer é começar a trabalhar em direção a esse objetivo. Você pode começar muito mais rápido do que pensa. Com muito trabalho e dedicação, você pode começar a estudar e ter um negócio completo em um ou dois anos.

Você tem tão pouco a perder e muito a ganhar, então vá lá e comece a perseguir seus sonhos. 

Confira nossas dicas de cursos para quem deseja adquirir novas habilidades e se tornar um nômade digital:

Mapa do Nômade Digital

 Como fazer grandes viagens pelo mundo

Design Gráfico para Social Media

Por hoje é só! O artigo foi útil para você? Compartilhe com seus amigos.

O artigo foi útil para você? Compartilhe com seus amigos.

Um abraço, meus chegados a gente te espera no próximo artigo!

Escrito por
Movimento nômades digitais
Faça um comentário

1 Comentário

Rapha e Ray

Rapha e Ray, do projeto Movimento nômades digitais, um casal apaixonado pela praia, que juntou a enorme vontade de viajar com a necessidade de continuar administrando sua empresa em movimento. Somos uma dupla de criativos da cidade de Goiânia, e fazemos das diferentes cidades, nosso local de trabalho.

Movimento Nômades Digitais

Tudo sobre os nômades digitais.