Como viajar e trabalhar juntos como um casal

Como viajar e trabalhar juntos como um casal

Como viajar e trabalhar juntos como um casal
Como viajar e trabalhar juntos como um casal

Parece romântico, não é? A oportunidade de viajar e trabalhar a dois? Você conhece seu parceiro por dentro e por fora, ao mesmo tempo em que pode trabalhar em seus objetivos comuns ou negócios simultaneamente. 

Ao mesmo tempo, existem desvantagens. Afinal, nem tudo é champanhe e rosas vermelhas quando você começa a viajar, trabalhar e morar com um parceiro 24 horas por dia, 7 dias por semana – 365 dias por ano.

Com base na nossa experiência pessoal de viajar com um parceiro, discutimos dicas sobre como fazer isso com eficácia.

  1. Se você estiver planejando uma viagem longa, faça uma viagem curta primeiro

Se você está planejando uma longa viagem pela primeira vez com seu parceiro, deve fazer um teste.  As poucas horas por dia que vocês se vêem depois do trabalho não são suficientes. Mesmo se vocês já vivem juntos em uma casa, viajar juntos como nômades digitais é um jogo completamente diferente. Fazer uma curta viagem confirmará que vocês são compatíveis como casal quando estão juntos a qualquer hora do dia, antes de fazer qualquer compromisso de longo prazo.

2. Estabeleça metas que interessem a vocês dois

Provavelmente  vocês dois tenham uma lista de lugares que desejam visitar. Se vocês ainda não tem uma lista, passe algum tempo montando uma separadamente. Em seguida, compare e veja quais lugares vão conhecer.  

Parece simples? É, mas muitos casais planejam seus rolês sem fazer concessões.

Diferentes nômades digitais têm um ritmo variável de viagem – alguns preferem entrar e sair de países todos os meses, enquanto outros permanecem explorando o mesmo país por alguns anos. Algumas pessoas querem viver o máximo de experiências que puderem, enquanto outras mergulham em aprender mais sobre a cultura, o idioma e os locais. Alguns são atraídos para as montanhas, enquanto outros para as praias.

Por exemplo, se você adora caminhadas em grandes altitudes e seu parceiro prefere mergulho, procure dividir a trip de uma forma que os dois possam curtir a viagem.

  1. Evite mal-entendidos por meio do planejamento

Mesmo que vocês queiram que a viagem seja espontânea e sem muitas reservas com antecedência, vocês devem concordar em alguns aspectos antes da viagem, como: Quais atividades vocês desejam fazer? Vocês vão de avião ou  de motorhome? Vocês querem ficar em pousada, campings ou vai no Wild Camping mesmo?? Querem fazer tudo em casal ou querem conhecer pessoas?

Sempre tenha espaço para um plano B ou mesmo um plano C. É possível que vocês peguem uma acomodação péssima em um dia super cansativo ou a gestão de tempo pode não sair como vocês esperavam. Quando esse tipo de situação acontecer mantenha a calma e evite culpar seu parceiro. Encontre uma solução construtiva juntos.

  1. Defina um orçamento e defina responsabilidades financeiras

Alguns casais começaram a viver o sonho do “nômade digital” sem uma fonte de renda consistente. Se você não tem um emprego remoto, uma renda passiva considerável ou um negócio relativamente bem-sucedido e está contando com suas economias, sua viagem terminará quando suas economias e sua paciência acabarem. 

O dinheiro pode facilmente levar conflitos a um relacionamento. É muito importante começar sua jornada como casal com um orçamento pré-determinado e responsabilidades acordadas . Pode ser frustrante quando um dos parceiros considera cada centavo gasto enquanto o outro se entrega a um luxo após o outro. Independentemente de um parceiro ter uma renda maior do que o outro, cada pessoa deve saber quais são as obrigações financeiras que tem.

5. Pratique atividades sozinhos ou socialize com outras pessoas

“Amar a si mesmo é o início de um romance para toda a vida” – Oscar Wilde.

O amor-próprio pesa muito no sucesso de um relacionamento. Quando você é positivo, pode incutir positividade em seu relacionamento. Portanto, passe um tempo consigo mesmo. Estudos mostram que os relacionamentos funcionam melhor quando os casais criam espaço para “momentos com sigo mesmo” separadamente. 

Como um casal viajante, pode ser ainda mais difícil encontrar sua tribo. É provável que você seja tratado como uma unidade e não como um indivíduo. Mas é importante fazer um esforço extra e se misturar com outras pessoas – porque interagir e conhecer pessoas com experiências variadas é o que tornará seu relacionamento mais forte, e um grande benefício para viajar, em primeiro lugar. 

  1. Tenha uma mentalidade positiva

Além de todas as belas experiências, você vai compartilhar os momentos estressantes de uma viagem a dois. Sentar-se cansado e irritado no aeroporto, trabalhar em um morhome abafado, dormir em um lugar barulhento, perder a conexão com a Internet em um momento crítico ou ter problemas com com seu carro são apenas alguns dos problemas que você pode enfrentar. Sabemos que é mais fácil falar do que fazer, mas seja paciente e positivo e tente não descontar o mau humor em seu parceiro. Aprenda como vocês reagem ao estresse e se ajudam a ganhar perspectiva quando as coisas dão errado. 

7 . Confie nos pontos fortes do seu parceiro

Uma das melhores coisas sobre trabalhar e viajar como casal é que vocês podem utilizar os pontos fortes um do outro para beneficiar a ambos. Cada um de nós tem pontos fortes e fracos. Um pode se comunicar melhor, enquanto o outro pode organizar melhor as coisas. Talvez uma pessoa tenha um senso de direção melhor e a outra seja um motorista melhor. 

Tente concordar sobre seus pontos fortes e fracos para que fique sempre claro quem pode assumir a liderança. Quem fala melhor é o principal responsável pela comunicação com os locais, e quem é melhor motorista pode conduz o carro. 

E não se esqueça de elogiar um ao outro – dizer algo legal para a outra pessoa fará com que ela se sinta valorizada, fortalecendo o relacionamento. 

Fazer um relacionamento funcionar exige compromissos substanciais, confiança e tempo. Esse esforço se amplia quando você viaja, vive e trabalha com seu parceiro. Siga nossas dicas e no final do dia, você nunca se arrependerá de ter saído de sua zona de conforto para viajar pelo mundo juntos. 

Por hoje é só! Caso você queira mergulhar um pouco mais no universo de quem mora em um motorhome, leia o nosso artigo: Como é ser um nômade digital morando em um motorhome.

O artigo foi útil para você? Compartilhe com seus amigos.

Escrito por
Movimento nômades digitais
Faça um comentário

1 Comentário

Rapha e Ray

Rapha e Ray, do projeto Movimento nômades digitais, um casal apaixonado pela praia, que juntou a enorme vontade de viajar com a necessidade de continuar administrando sua empresa em movimento. Somos uma dupla de criativos da cidade de Goiânia, e fazemos das diferentes cidades, nosso local de trabalho.

Movimento Nômades Digitais

Tudo sobre os nômades digitais.